sábado, 14 de novembro de 2009

Vocês sabem lá!

Sexta-feira à noite há ensaio da filarmónica. Como sempre, começou atrasado aí uma meia-hora. Os poucos músicos que já lá estavam puseram a sua cadeira no lugar, orientaram uma estante e montaram o respectivo instrumento. Nisto, o maestro distribui uma música nova: o tema principal do Rocky. "Ui, ui, ui o Rocky VI!" Já não começamos assim muito bem, mas siga! Pior ainda porque só lá estava o 3º trompete e o raio da banda sonora acabou por soar tão potente e violenta como a abertura do Bob o Construtor.

Depois deste bonito momento, roda o afinador por todos - a ver se deixamos de soar a Zés Pereiras embriagados a tocar gaita de foles. Entretanto, surge em magote mais de metade da filarmónica, como se tivessem chegado todos no mesmo autocarro. Compõem-se os clarinetes, as trompetes e os saxofones tenores, e finalmente temos número suficiente para conseguir fazer alguma coisa. Hipoteticamente, claro.

Quando passamos à música seguinte, para preparar o concerto de dia 28, uma das trompetistas sente-se atacada por "febre amarela", e ai de quem a convença que aquilo é só tosse! Temos de interromper e esperar que a moça se recomponha. Depois, para se juntar à festa, é uma das clarinetistas que não consegue tocar e se ausenta para ir fazer uma chamada telefónica. Tudo culmina num naipe de percussionistas do mais alto gabarito: uns são muito atrasados, outros não alcançam absolutamente nada e nenhum sabe onde andam as partituras. Portanto, unem-se num grupo de mariachis e toca de abanar pandeiretas, que é o que soa bonito no "Blues Factory".

A paciência do maestro começa a ceder, bem como a embocadura de alguns músicos. Passamos ao "Português Suave" (que é, para quem não sabe, uma colectânea de músicas "populares" portuguesas). É aqui que a malta aproveita para dançar e cantar nos compassos de espera, enquanto o maestro tenta (sem sucesso) impor andamento à percussão. Como o ensaio estava calmo, aparece um bicho voador enooorme e tenta sucessivamente atacar-me enquanto estou a fazer as semi-colcheias do "navegar, navegar". Arre!

Para acabar em beleza, tocou-se o Hino de Montemor-o-Velho. Foi aqui que o 3º trompetista decidiu soltar a sua voz de soprana histérica, junto com as restantes meninas do 2º papel. A paciência do senhor maestro esgotou-se e acabámos o ensaio a levar nas orelhas porque só queremos palhaçada e não dá para trabalhar a sério. A cereja em cima do bolo veio para mim, que nunca gosto das escolhas musicais (?!) e só reclamo. Pois aqui fica anunciado que no próximo ensaio levo uma lista de coisas bonitas que se podem tocar, género: Rosas de Outono, Alda, Cantigas são Canções, Férias no Luso, Fiel Amigo e (ora pimba) SONHOS DE PORTUGAL.

P.s. Para ser a rainha, só me falta imprimir partituras com cores e ter um (c) de marca registada , com o meu nome, em todas as folhas.

Vocês sabem lá como são animados os ensaios da minha Filarmónica.

17 comentários:

Joao disse...

:D Eu acho que é uma descrição muito objectiva dos ensaios. Muito fixe!!

Em relacção aos ensaios, acho que estás aí a dar umas ideias para as trompetistas cantarem enquanto os outros tocam...pode ser terrível! Já tocamos o Português Suave, só falta tocar as Saudades.

Agora, tens de por mãos à obra e fazer um trabalhinho de pesquisa de músicas para a banda ( isto é, se a banda ainda não possuir musicas que gostas) :D

||Big Boss||

Padeiro aka valentino rossi das rotundas disse...

Eu tenho muito a reclamar sobre este poste de electricidade!!
Em primeiro lugar, já faz algum tempo que foi puribido a utilização das designações "light", "suave", entre outras nos maços de tabaco, por isso nada de "Português suave". É apenas "Português".
Segundes, registar que não existe a resposta ao bitaite machista-gayano "ui, ui, ui, o Rocky VI", que é "Ai, Carlos, tu sabes que eu nunca gostei dos Rockys".
Terceiros, but not listos, dizer que a vossa banda fiWARmónica é uma completa anarquia, mas sobre isso só posso dizer uma coisa: Que posso eu fazer? Sim, que posso eu fazer?

Inês disse...

infelizmente, a minha concordância com o teu post é total, é só pena que eu já esteja a ficar sem idade (e logo sem paciência) para axar piada a estas coisas, mas como sou eu que devo estar mal, talvez me mude mais cedo do que o esperado, é tudo o que tenho a dizer.

vice' disse...

João:
Vou fazer o meu trabalho de casa com todo o gosto e no próximo ensaio já levo uma magnifica listinha! ;)

Padeiro:
Mas que posso eu fazer?

Inês:
Estás a ficar é com mau-humor! Se não fossem assim, os ensaios não tinham piada nenhuma e eu não ia! xD Vá lá ... também já tiveste aquela idade!! :)

Inês disse...

não é mau humor, eu só aho, que, dde vez em quando, podiamos ter todos vontade e trabaqlhar um bocadinho para ensaiar alguma coisa de jeito.so isso

vice' disse...

Inês:
Sim, sim ... desculpas! Isso chama-se mau-humor e resmunguice!
O que é preciso é que o trabalho e o empenho comece em cada um, para que assim se possa brincar e distinguir o trabalho do conhaque! ;) Vamos deixar de culpar os mesmos de sempre e fazer como disse o cavaco silva: "não penses no que a tua filarmónica pode fazer por ti, mas sim no que tu podes fazer pela tua filarmónica".

(ok, nao foi bem assim. mas a ideia é essa!)

Inês disse...

não é culpar sempre os mesmos, é dizer que o que as pessoas fazem está errado, quando está errado. não custava nada a ninguem 30 minutos devidamente concentrados. mariana, aquilo que podes fazer, nos anos que qualquer um de nos ja deu aquela filarmonica, já demos muita coisa, que não só tempo. Só não podem pedir que des mais do que podes dar.

Joao disse...

Eu concordo com a ines.
Havia muito par de patins roda 28 sem talão de garantia a distribuir por lá...

||Big Boss||

vice' disse...

Inês e João:
Eu vou cumprir a minha missão: fazer uma lista de músicas jeitosas! Vocês, fazei a vossa ! ;)

Joao disse...

Acredita que ás vezes gostava que o termo Big Boss fosse levado em mais decisões...vou até uma loja de patins fazer um orçamento...

vice' disse...

Lol! Eu não me posso queixar do meu naipe, ali não distribuía nada! :) só acho é que é preciso levar as coisas sem exaltações, para não acabarmos a tomar decisões erradas e precipitadas! Porque, até eu, vice chefe das flutes sou volta e meia avisada por estar na conversa com a chefe ou a ver mensagens no telemóvel! ;)

Calma, gente! :D

Joao disse...

No meu também não (aliás, é o exemplar!!)

vice' disse...

Joao:
Claro, claro ... Espero é que estejas apenas a referir-te a Saxofones Altos, porque noutras subdivisões... a história muda!

Joao disse...

Oh vice', é claro que já é bem sabido que saxofones só se refere a Sax. Altos. Está implícito! :D

vice' disse...

OOh ! Mil desculpas Big Boss !! Não era minha intenção ofender !! xD

Que ninguem diga mal dos clarinetes.Se faz favor. disse...

e o mais ridiculo de tudo é que eu tenho saudades desta comédia pegada que é o inicio da sexta feira à noite.

pró natal já aí está mais uma a guinchar.obv no naipe mais lindo.

Mafalda, ex-co-chefa do naipe mais lindo e gaitista nas horas vagas

vice' disse...

Mas ninguém nunca em tempo algum sonhou sequer por uma questãozinha que fosse ao naipe mai lindo - ou não fosse todo ele o "naipe mai lindo"! god bless you, clarinetes !!

contamos contigo para o concerto da navidade, que quiçá incluirá uma belíssima interpretação do Rocky VI! >.<