quarta-feira, 3 de junho de 2009

O meu novo vizinho:

Ia eu descansada da vida, num relaxado passeio, quando reparo que a segunda daquelas vivendas novas que, agora porque é moda, são coladas aos pares, tinha o portão aberto. Respondendo ao estatuto de Rainha da Avenida (auto-eleita), passo em frente e aproveito para mirar o movimento. Isto de ter vizinhos (que nem isso são, porque a tal casa é mais lá para o meio da rua - avenida, perdão) tem muito que se lhe diga. Vai na volta, são refugiados da Máfia Italiana e vem aqui instalar-se e denegrir-me a rua - avenida, arre!

Portanto, ia eu então a passear. Passei lá em frente ao portão e deparo-me (meeeeesmo) com um sujeito de calçãozito de banho, havaiana no pé, (graças a Deus) em tronco nu, a lavar o carro - que tinha em cima uma prancha de surf. Por (muita) sorte, não bati com os queixos no muro, mas tinha sido merecido. Ora, podia dar-se o caso de este ter sido um avistamento único, mas nada disso. Obviamente já está instalado e pratica regularmente desporto. Como é que sei? Enfim... agora deu em subir a ladeira (onde se situa a minha habitação) naquela hora do calor insopurtável. Homem que é homem, aquece, transpira (decentemente, não tiro porco) e tira a t-shirt. [woooHOOOOOO!] Descobri, ontem, que tem, à vista desarmada, duas tátuns: uma no meio das homoplatas, e uma tribal carregada de classe no braço. "Santíssima Madalena!!"

Fiquei também a saber que tem esposa, e um filho pequeno. Portanto, desanda do portão do homem, pá!!

P.s. Toda uma banda sonora a condizer! Ruth, sou tão tua fã!!


MusicPlaylist
MySpace Music Playlist at MixPod.com


4 comentários:

Padeiro aka valentino rossi das rotundas disse...

Vendo esse personagem, através da focalização interna de vossa excelência, posso, se a tanto me ajudar o engenho e a arte, dizer que o teu novo vizinho pode ser um daqueles surfistas do " Padrinho 3: il padrinho vá pará il hawai".
Vendo tudo isto, aliado ao facto de ontem não ter consumido Red Bull, sinto-me bastante constrangido.
Mas que posso eu fazer. Sim. que posso eu fazer?

vice' disse...

Oh meu amigo, dera a muitas que fosse uma focalização interna! Mas não é esse o caso. O indivíduo é casada, e eu acho que devemos respeitar o matrimónio e essas coisas. Mas gostei desse lado mafioso! Se não incluir aqueles buços à António de Oliveira Salazar, óbvio.

A tua falta de Red Bull, aliada à minha falta de Red Bull... é grave. Mas promete ser compensada amanhã, antes e durante a aula da tarde! :)

vice' disse...

* é casado

(estou com falhas nas conjugações)

Anónimo disse...

Tu és inacreditavel!! Nem os vizinhos te escapam "Santíssima Madalena"

TatianaCadima, a tal