quarta-feira, 7 de abril de 2010

a vida airada

Começou ontem, com programação cultural durante a tarde. Depois a Sílvia não queria cozinhar o jantar e fomos às baguetes das Amarelas. A rapaziada estava por lá - vidrada a ver a bola- e juntámos mesa. Tomámos café na esplanada do Cartola e chegou a Fonseca.

Da bonita esplanada, mudámos de ares até à escadaria do TAGV, que sempre é mais cultural, e tomámos os digestivos. Conversa daqui e conversa dali, acabámos na Associação mas, por causa do fume (estava uma fumaceira), saímos para o Feito Conceito e os seus amorosos cocktails. Daí, regresso às amarelas, e seguiu cada uma para a sua casa (a Sílvia ainda veio ao Refustedo pôr maionese no hamburguer).

Hoje eram 8h e toca o despertador. Diabo! As queridas do meu piso estavam a ocupar a casa-de-banho, dei-lhes meia hora para acabarem o banho - e nada! Como o que não falta na casa são polivans (coisa luxuosa), fui a outro andar. A porra do esquentador, só para me moer a santa paciência, não funcionou nem a coice! Esquece, vai ser banho de água fria. Tortura PIDesca, começamos bem!

O sol que se bate na minha rua logo as 9h da manhã dá para descongelar do banho, e segui em corrida ladeira acima - porque faltavam 5 minutos e o prof é dos que, passando um minuto da hora, fecham a porta à chave. Sem atrasos, ainda houve tempo de parar e comprar o jornal na banca da AAC. A aula custou a passar, também porque os meus apontamentos deixaram de fazer sentido na primeira meia-hora - e como tinha ali o jornal, nada melhor que tomar conhecimento das últimas.

Como somos boa gente, depois da aula vamos para o Cartola tomar café e falar da vida - maioritariamente, alheia. Trocam-se factos chocantes, exclusivos, investigações TVI e broncas típicas de faculdade. Eu e a Sílvia vamos até à Associação, na esperança de que me ofereçam um código da praxe. Como só estão disponíveis à tarde, para já levamos um Diário e Coimbra à pala. Evitamos ir de mãos a abanar.

Com o sol que está, e ainda agora são 13h... desconfio que a tarde será passada inteiramente na esplanada do Cartola, com início de actividades agendadas para as 15h. Ah... adoro Coimbra.

2 comentários:

Padeiro aka valentino rossi das rotundas disse...

Vida boémia é boa. Vós sois a reencarnação de Manuel Maria DU Bocage! Agora para dar estupidez ao comentário: quem é que mandou o puto mandar-se da varanda se a pecina não tinha auga?

vice' disse...

que horror, nós pelo menos atirámos piaçábas - sempre é mais radical e seguro :)

Sou a reencarnação, com sexo alterado e muitos outros upgrades ! x)