terça-feira, 7 de julho de 2009

I'll getcha ya...

Além da minha estupidez crassa, e várias vezes comprovada, cheira-me que o corrector de alguns exames era ligeiramente cepo. Como é sempre mais cómodo culpar os outros, a culpa fica consigo, Senhor Corrector.

Está mais que lixado, Excelência!

P.s. Como diz Homer Simpson, esse poeta e pensador: "A culpa é minha e eu ponho-a em quem quiser".


MusicPlaylist
MySpace Playlist at MixPod.com


2 comentários:

Padeiro aka valentino rossi das rotundas disse...

Plenamente concordo consigo. Os correctores haviam de levar porrada de um ninja:mandava-lhe um murro nos bíceps para o paralizar, dava-lhe uma chapada de mão aberta na cara, arrancava-lhe os olhos, o tímpano, arrancava-lhe uma orelha, outra orelha, trancava-lhe o braço, fazia-lhe um golpe da faca para lhe arrancar a traqueia, um golpe da cobra para lhe retirar os testículos, um golpe de cotovelo no diafragma, golpe de joelho no peito e na nuca, partia-lhe o cotovelo com um capa coelhos, partia-lhe o ombro com outro capa coelhos, partia-lhe o pescoço com outro capa coelhos, pisava-lhe a espinha e o pescoço, puxava-lhe a cabeça, partindo o pescoço e esmagava-a contra o chão, rodava-o, pisava-lhe o ventre, pisava-lhe o peito, arrancava-lhe a pele e esmagava-lhe o crânio com a palma da mão . Isto com ajuda de Red Bull.

vice' disse...

Homens...
Vê e aprende: era levá-lo para uma zona escura, uma chapada de mão aberta (porque isto sim é fantástico), amarrá-lo contra uma árvore e deixar lá o infeliz a demolhar em mel, esperando que ursos e abelhas o atacassem (simultaneamente, se possível).